Sugestões de Projetos e atividades para Educação Infantil.

Textos e artigos relacionados à Educação.

Trabalhos em artesanato como: Tricô pintura em tecido e tela.


...

...

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Um pouquinho da história de Itajaí







A história e criação da Marejada-Festa Portuguesa e do Pescado iniciam-se pela necessidade de desenvolver a atividade turística no município de Itajaí.

E com a proximidade a cidade de Blumenau que promove a Oktoberfest, onde maior parte da demanda turística utilizava a estrutura hoteleira de Balneário Camboriú para sua estadia, empresários e comerciantes de Itajaí se agregaram num propósito de criar um evento para absorver parte dessa demanda. 
Em 1987, a Comissão Municipal de Turismo de Itajaí, formada por empresários e comerciantes do município, iniciaram o planejamento contando com o apoio da Prefeitura Municipal de Itajaí. 
Próximo ao principal pólo turístico do sul do Brasil – Balneário Camboriú, e por sua importância como produtora de pescados, e com terminal portuário internacional, tornaram oportuna a realização de um evento cultural que reproduzisse a importância da cidade na região e no país.

A festa recebeu este nome inspirada no sobe e desce das marés, que os pescadores chamam de marejada. 
A festa desde sua criação procura divulgar os potenciais econômicos e turísticos da cidade, proporcionando diversas opções de entretenimento, promovidos junto a atividades culturais e artísticas, shows típicos do folclore português e brasileiro como: o Boi de mamão, Pau de Fita, Cantigas de Roda, Fadistas, Bailinhos, Fandango Português. Também foi implantado um engenho de mandioca e derivados, produção e exposição de artesanato como: de peças em argila, renda de bilros, crivo, entalhe, todos estes com manuseio na presença dos visitantes.

Destaca-se como principal atrativo da festa a gastronomia típica com quiosques servindo petiscos a base de frutos do mar, restaurantes especializados em pratos típicos da culinária lusitana como: Bacalhau a Gomes de Sá, bifanas de carne de porco, pregos, bacalhau a Eça de Queiroz, pastéis de nata, tarte de natas, papo de anjo, fios de ovos entre outros pratos só ali encontrados, o que proporciona o resgate da cultura popular.

A primeira edição da festa em 1987 teve cinco dias de duração, passando no ano de 1989 a ter dez dias de duração e em dois anos depois, mais precisamente em 1991, passou a ter 17 dias de duração o que perdura até os dias atuais.

A Maior Festa Portuguesa e do Pescado do Brasil acontece no Centro de Promoções Itajaí –Tur que conta com uma área de 36mil m2, um pavilhão central com capacidade para comportar 8.000, pavilhão este onde acontecem os principais shows durante a Marejada e também outros eventos no decorrer do ano.

Nos dias de hoje a Marejada já se tornou um grande instrumento de divulgação do município de Itajaí, além de ter se tornado no maior evento do município e ainda a cada edição se consolida como a segunda maior festa em público e em consumo de chopp entre as Festas de Outubro no estado de Santa Catarina, só ficando atrás da Oktoberfest em Blumenau.

Também chamada de Festa Portuguesa e do Pescado, tem na gastronomia, à base de frutos do mar e bacalhau, sua principal atração. Também oferece shows típicos portugueses, feira de produtos artesanais e apresentação de folclore açoriano. É a maior festa portuguesa do Brasil. Mais de 600 atrações atraem milhares de turistas todos os anos para a cidade.

Festa Portuguesa e do Pescado, realizada no mês de outubro, além de divulgar os potenciais econômicos e turísticos da região, apresenta shows típicos com grupos folclóricos portugueses, bailes e diversas bandas nacionais e internacionais. São aproximadamente 600 atrações em um espaço físico 36 mil metros quadrados de área. No pavilhão principal os bailes noturnos agrupam milhares de pessoas todas as noites. A Tasca Portuguesa reúne amantes e curiosos em conhecer o lirismo do verdadeiro fado português. Palcos alternativos colocam o público em contato com o folclore português e regional, com músicos de primeira linha, que mantém animação.

Esta é uma das poucas festas de outubro em Santa Catarina que não tem tradição germânica. Aqui o destaque é para culinária luso-acoriana, onde os ingredientes principais são o bacalhau, a sardinha e o siri, o que faz com que a Marejada seja conhecida como a maior festa portuguesa e de pescado do Brasil.

A entrada é um imenso convés, o Pavilhão Gastronômico tem um barco “atracado”, o Pavilhão “A” ganhou faixas com estampas de cruz Malta com desenhos do Marejão ao centro. A Tasca Portuguesa tem grandes pratos em azul e branco, imitando a porcelana açoriana, do Pescador tem boias, timões e escotilhas, e, entre os barcos/quiosques das entidades beneficentes foram aplicados peixes coloridos que deixaram o espaço mais alegre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário